Marketplace: um mercado em que se trocam bens e serviços

A 7ª edição do Marketplace, o único mercado social do país que reúne empresas e instituições sociais no mesmo local, decorre já na próxima semana, a 23 de novembro, em Lisboa. O Impulso Positivo quis saber mais e falou com a promotora do Marketplace, Natasha von Muhlen.


Impulso Positivo (I.P.): Como podemos definir o conceito do Marketplace?
Natasha von Muhlen (N.v.M.): O Marketplace é um mercado social que tem como objetivo a troca de bens e serviços. Neste evento todos podem dar e receber, nomeadamente com: voluntariado, conhecimento, acesso a redes, bens, criatividade, serviços, instalações, entre outros. Qualquer ajuda é uma boa ajuda! O objetivo da organização do Marketplace passa pela realização de matches entre empresas e instituições do sector social que não envolvam a troca de dinheiro.
No dia 23 de novembro está agendada a 7ª edição do Marketplace Lisboa. Nas seis edições realizadas até agora formalizaram-se um total de 577 matches e alcançou-se um impacto social estimado de mais de 957.000 euros como resultado das diversas parcerias concretizadas, sem que tal tenha envolvido a alocação de quaisquer recursos financeiros. Nesta edição provavelmente ultrapassaremos o total de 1 milhão de euros de impacto social.


I.P.: Este ‘mercado social’ é bastante conhecido a nível internacional, especialmente na Holanda, onde se realizam vários Marketplaces anualmente e sempre com bastante sucesso. Em retrospetiva qual o balanço que faz das últimas seis edições do Marketplace em Portugal?
(N.v.M.): O sucesso da primeira edição do Marketplace veio confirmar os benefícios trazidos pelo modelo holandês e o interesse dos dois setores em cooperar um com o outro, de acordo com os seus interesses e recursos. Uma vez que o mercado atua no sentido de promover a responsabilidade social por parte das empresas, através da efetivação de trocas entre ele e as instituições sem fins lucrativos, os benefícios daí decorrentes foram extremamente apelativos para a comunidade portuguesa, que acabou por render-se a este conceito e adaptar-se aos seus contornos.


I.P.: Quais são as perspetivas para a edição deste ano?
(N.v.M.): Os números acabam por depender do número total de participantes. Gostaríamos de obter resultados semelhantes, ou idealmente melhores, aos alcançados em 2014 e 2015. Para isso precisamos que as empresas e intuições continuem a inscrever-se, pelo que continuaremos a trabalhar nesse sentido.
Até ao dia do evento vamos continuar a unir esforços para cativar o tecido empresarial, um player essencial na fórmula de sucesso do Marketplace. Respondendo às necessidades das instituições sociais inscritas, as empresas participantes têm a oportunidade de estabelecer novas parcerias para ações futuras ao ter acesso a uma rede de contactos muito alargada. Mas trata-se também de uma ótima oportunidade para trabalhar a sua reputação e cimentar a sua posição de responsabilidade social.
Esta edição vai decorrer na Sala de Arquivo dos Paços do Concelho.


I.P.: Como devem proceder as empresas e instituições sem fins lucrativos que queiram marcar presença neste espaço de networking?
(N.v.M.): Qualquer empresa ou instituição, pequena, média ou grande, pode inscrever-se. A participação no Marketplace não tem qualquer custo envolvido, basta preencher a ficha de inscrição e submeter o pedido através do seguinte link .


I.P.: Do lado das organizações sem fins lucrativos quais são os retornos mais esperados? E quais são as mais-valias para as empresas participantes?
(N.v.M.): O Marketplace é um evento vantajoso para ambas as partes. Os participantes têm acesso a uma enorme rede de contactos, numa só tarde. Além do nosso objetivo ser a realização de matches e o alcance do maior impacto social possível, o Marketplace também é um evento de networking.
As empresas, em específico, têm a oportunidade de ativar as suas políticas de Responsabilidade Social e aumentar a reputação junto dos seus públicos. Mas mais importante ainda é poderem contribuir para o desenvolvimento da comunidade local.
Os participantes gostam bastante da experiência e saem do evento cheios de energia e com boas ideias.

Conheça mais sobre o Marketplace AQUI .