Risco de pobreza afeta 19% da população portuguesa

O Instituto Nacional de Estatística divulgou os resultados do ‘Inquérito às Condições de Vida e Rendimento’. De acordo com este estudo, a taxa de risco de pobreza em Portugal desceu em 2015, face ao registo de 2014, todavia o ‘risco de pobreza’ continua a afetar 19% dos portugueses.
Os mesmos dados demonstram que a maior fatia da população em risco de pobreza corresponde a desempregados (42%), seguidos dos reformados (16%), entre os quais a taxa de risco de pobreza aumentou 1,6 pontos percentuais.
O relatório revela a continuação de uma forte desigualdade na distribuição dos rendimentos.