União das Misericórdias lança cartão de saúde social

A União das Misericórdias Portuguesa lançou dois novos cartões de saúde para reforçar a oferta de cuidados ao dispor das populações, sobretudo as mais carenciadas.
De acordo com a TSF, um dos cartões permite o acesso a consultas e exames com preços mais económicos — cerca de 3 euros por mês — e o segundo cartão, com uma mensalidade mais cara — 136 euros anuais — inclui internamentos e cirurgias.
“O primeiro cartão não tem limite de idade, é vitalício. Para aderirem ao segundo cartão, as pessoas precisam de ter, pelo menos, 70 anos, e para sair têm de ter 85 anos”, explicou Manuel Lemos, presidente da União de Misericórdias de Portugal, em declarações à TSF.
Além dos preços reduzidos e dos limites de idade alargados, o presidente da União das Misericórdias de Portugal conta que, em ambos os casos, existe ainda a possibilidade de haver uma comparticipação do serviço domiciliário. Segundo a Renascença, estes cartões de saúde contam com o apoio de 400 hospitais e clínicas em todo o país.
Este novo recurso “não pretende ser uma alternativa ao Serviço Nacional de Saúde”, mas sim “mais uma opção para colaborar com o Estado, na oferta de um melhor serviço”, acrescentou.