A colaboração com a Impulso Positivo tem suscitado contactos a questionar a razão de ser da minha “insistência” no tema das empresas e negócios sociais. E os pontos apresentados por esses leitores podem resumir-se da seguinte forma:  Quando os modelos empresariais de gestão e a simples sobrevivência de tantas empresas privadas são postos em causa por todo o lado, porquê esta “fixação no modelo dos negócios e das empresas sociais”?  Não estaremos a tentar formatar respostas que, como Sociedade, nos cabe dar às necessidades crescentes da população, tudo reduzindo, de modo forçado e distorcido, à noção de “negócio”? E com isso, tentando legitimar a importação de conceitos como “mercado” e “estratégia e modelos de gestão”, mesmo se revestidos de uma “roupagem social”?  Que soluções “contranatura” são estas afinal que, pretensamente, invocam para si o mérito de conseguir resolver melhor os problemas, crónicos ou novos, sociais e ambientais?  E afinal, que papel cabe aos poderes públicos na construção e implementação de uma política social e de apoio ao desenvolvimento atuante e eficaz?
O secretário de Estado da Solidariedade e da Segurança Social, Marco António Costa, classificou Vila Real de Santo António como a “capital da inovação social”, durante a cerimónia de lançamento de dois programas sociais, realizado em junho.
A Associação Acredita Portugal entregou os prémios aos finalistas dos concursos BES Realize o seu Sonho e InovPortugal, numa cerimónia realizada no passado dia 30 de Maio, no Centro de Congressos de Lisboa.
O CDI, projeto revolucionário de intervenção e inclusão social originário do Brasil e que foi também recentemente lançado em Portugal, foi uma das ONG’s distinguidas pelo “Google Global Impact Challenge 2013”, galardão que visa distinguir, a nível mundial, as organizações que aplicam o poder da tecnologia e da inovação para ajudar a resolver problemas prementes da Humanidade, contribuindo desta forma para a criação de um mundo melhor.
Tem início esta quinta-feira, dia 20, pelas 11h, na Quinta da Fonte em Loures, o Festival “O Bairro I o Mundo”. O evento começa com a inauguração do Jardim da Paz, uma ação concertada entre as religiões em presença no bairro, uma visita guiada pelos trabalhos dos graffiti writers e o concerto de abertura no palco do festival pela Orquestra Geração Bora Nessa.
A CASES e a Fundação Montepio promovem, no próximo dia 24 de Junho, no Auditório Montepio, em Lisboa, a Conferência Internacional Impacto Social 2013.
O Projeto ALA promove no próximo dia 20 de junho, 5ª feira, um encontro entre todos os seus parceiros, para o qual convida todas as IPSS's que pretendam estar presentes.
A Fundação “O Século” inaugura no dia 17 de Junho (Segunda-Feira), pelas 17h00, nas suas instalações em São Pedro do Estoril, a nova ala destinada ao Turismo Social, passando a disponibilizar alojamentos a preços acessíveis.
A CooLabora está a iniciar um projeto de formação e consultoria, “Criação de Empresas por Mulheres”, dirigido a mulheres desempregadas, com uma ideia para a criação do seu próprio negócio ou pequenas iniciativas económicas.
Miguel Nóbrega, da Tailors e membro da Beside, dizia a propósito desta: “A essência da BESIDE está no seu manifesto assertivo, que diz claramente o que é e ao que vem. Aplicando ao business e à sociedade o que a vida requer: unir e partilhar. Com competência e rigor. Desdramatizando e desmistificando o risco. Como disse, e bem, Sir John Hegarty, não é o risco que importa valorizar, mas sim o entusiasmo”. A Beside dirige-se essencialmente a quem pelas mais diversas razões tem de mudar de vida, procura novas soluções e encara com coragem novos caminhos. O Impulso Positivo falou com Suzana Ferreira, Presente da Direção da Beside.
Akthar Badshah, Global Community Affairs Senior Director da Microsoft, esteve em Portugal no passado dia 30 de maio, no âmbito do encontro de parceiros sociais da Microsoft e onde foi lançado o CDI – Centro de Inclusão Digital Portugal.
Num workshop técnico que arrancou no dia 10 de junho em Bagdade, o Governo iranquiano e o Programa Alimentar Mundial (PAM) das Nações Unidas abordaram a possível introdução de vouchers de “comida eletrónica” no Sistema de Distribuição Público iraquiano. A estas reuniões juntar-se-ão especialistas em pagamentos financeiros da MasterCard, a empresa global líder em tecnologia e pagamentos, que, no quadro de uma parceria global, colabora com o PAM no sentido de fortalecer e agilizar a entrega de “comida eletrónica”, sob a forma de vouchers.
O Pelouro do Conhecimento e Coesão Social, no âmbito da atividade do Centro de Inovação Social - CIS Porto, organiza o Fórum «Centre of Social Innovation - from theory to practice», dia 12 de Junho, na Biblioteca Municipal Almeida Garrett (Porto).
A COTEC Portugal, com o Alto Patrocínio do Presidente da República, distinguiu na sexta edição do Prémio Empreendedorismo Inovador na Diáspora Portuguesa, Mapril Baptista, fundador da empresa Les Dauphins e Teresa Lundahl, fundadora da Mateus Stock AB.
O projeto Orquestra XXI venceu a 2ª edição da iniciativa FAZ – Ideias de Origem Portuguesa. Os projetos Fruta Feia e Rés-do-chão conquistaram respetivamente o 2º e o 3º lugares deste concurso de empreendedorismo social da Fundação Calouste Gulbenkian para a diáspora.
A YA Entrepreneurship School lança jovens que sonham ser empreendedores de sucesso e oferece-lhes uma nova experiência durante as férias. Em dois períodos no mês de Julho, entre Lisboa e Almeida, na Guarda, decorrem workshops de geração de ideias, marketing ou finanças.
A empresa Indra desenvolveu recentemente o projeto Consignos com o objetivo de facilitar a comunicação dos portadores de deficiências auditivas.
A Microsoft Portugal apresentou ontem, em primeira mão e no arranque da sua iniciativa anual “Encontro de Parceiros Sociais”, um novo projeto estruturante de Responsabilidade Social por si apoiado, o CDI Portugal – Centro de Inclusão Digital.
Como tábua de salvação para a crise económica, para a crise financeira e para a crise de paradigmas, têm sido utilizadas ad nauseum no léxico da actualidade nacional e internacional, expressões como empreendedorismo, inovação e desenvolvimento sustentável.
Estão abertas até dia 31 de maio as candidaturas à 6.ª edição do Green Project Awards. Com 7 categorias a concurso, pretende-se premiar e reconhecer boas práticas em projetos, implementados em Portugal, que promovam o desenvolvimento sustentável.