Opiniões | Porque deveremos cuidar do nosso lazer...?

Introduza o seu e-mail

Porque deveremos cuidar do nosso lazer...?

25/06/2019 | Nuno Colaço Doutorado em Neuropsicologia

Nuno Colaço, Psicologo Nuno Colaço, Psicologo

Porque temos o direito ao descanso...! O lazer e o descanso são um direito adquirido após anos de batalha pelos direitos do Homem e pela melhoria da qualidade de vida da humanidade. Há que saber que o equilíbrio pessoal é uma parte da garante de saúde mental. Neste aspecto, o envelhecimento ativo, com bem-estar e qualidade de vida não difere quase nada – ou em nada mesmo – relativamente às outras idades.

O livre arbítrio e a autodeterminação trouxe-nos a liberdade de escolha e a possibilidade de traçar os nossos próprios passos... de seguir o nosso próprio caminho... e é nesse caminho de liberdade de escolha que assenta a escolha dos momentos de lazer e de diversão.. porque nos queremos livres, descansados e divertidos... não que sejamos inconsequentes ou coisa que o valha – mas nunca será “muito riso pouco sizo” – porque já chegou o tempo em que as nossas escolhas não colidem com as escolhas dos outros... assim é esperado... assim é devido... por isso escolhermos o nosso caminho não apenas no labor mas também no lazer... porque se podemos escolher um também podemos – e devemos – escolher o outro. E não se trata de um capricho ou de uma frescura... trata-se de um direito... e, do meu ponto de vista, de um dever... Porque o envelhecimento para ser um processo harmonioso e equilibrado, deve ter todos os condimentos pesados e medidos de acordo com a vontade e decisão do próprio... o qual se traça um caminho que quer continuar a percorrer e para fazê-lo com qualidade e com bem estar, deverá fazê-lo com momentos de descanso, de lazer, e de diversão... porque o merece, porque o tem de usufruir, porque conquistou o direito...

E como fazer? Procurando atividades de recreio e de lazer, espaços e atividades frequentadas por pessoas com interesses semelhantes e objectivos semelhantes. Existe, hoje em dia, fontes quase inesgotáveis de ideias e sugestões para os tempos livres. Sugestões que podem e devem ser experimentadas... é que enquanto não experimentar não sabe se é capaz de gostar ou não. Podemos excluir, logo à partida, atividades e propostas que estejam para além das nossas possibilidades – físicas, psíquicas, financeiras – e mesmo assim ficaremos com uma gama de atividades bastante diversa e abrangente. Por isso, vamos olhar para o que temos, para o que queremos, para o que merecemos... porque somos seres humanos com direito à felicidade, ao bem estar e à livre escolha... e isto, só por si, já é uma extraordinária razão para escolher descansar e divertir-se... porque merece... ou não...?