Quem é Joe Biden? O homem que assume os EUA aos 78 anos | Jovens para sempre

Introduza o seu e-mail

Quem é Joe Biden? O homem que assume os EUA aos 78 anos

01/02/2021 | Fernanda Cerqueira

Joe Biden assume a Casa Branca aos 78 anos. FOTO UNSPLASH Joe Biden assume a Casa Branca aos 78 anos. FOTO UNSPLASH

Há vidas difíceis de resumir em palavras. Vidas que ultrapassam as 24 horas do dia e os 365 dias do ano. Parecem muitas vidas dentro da mesma pessoa. Este é o caso de Joe Biden, um homem dedicado à política e à causa pública, cuja vida ficou marcada por várias tragédias familiares.

Aquele que é hoje o 46.º Presidente na história dos Estados Unidos da América nasceu há 78 anos, a 20 de novembro de 1942, em Scranton, na Pensilvânia, no seio de uma família católica irlandesa. Aos 10 anos mudou-se com a família para o estado de Delaware.

Em criança, Joe Biden sofreu de gaguez, algo que nunca deixou que fosse limitativo tendo dedicado todos os seus esforços a superar este problema.

Política, direito e política

Em 1965 concluiu os estudos em História e Ciência Política na Universidade de Delaware. E encorajado por Neilia Hunter inscreveu-se na Faculdade de Direito de Syracuse. Depois de concluir o curso, em 1968, Joe Biden começou a trabalhar como advogado tendo, inclusive, anos mais tarde, aberto o seu escritório de advocacia. Contudo, a grande paixão era a política. Tornou-se membro ativo do Partido Democrático norte-americano e em 1970 foi eleito vereador no Condado de New Castle.

Família, família, família

A par da vida profissional, também o amor sorriu a Joe Biden. A amiga da faculdade Neilia Hunter tornou-se namorada e esposa e juntos tiveram três filhos: Joseph Biden III – nascido em 1969, Hunter Biden – em 1970, e Naomi Biden – 1971.

Em 1972, com 29 anos, Joe Biden candidatou-se ao Senado e tornou-se o quinto mais jovem Senador norte-americano a ser eleito na história daquela Nação.

No mesmo ano, na semana do Natal, a mulher de Joe Biden e os seus três filhos sofreram um grave acidente de carro, que resultou na morte da mulher e da filha mais nova. Sobreviveram os dois filhos, Beau e Hunter.

Um acontecimento desta gravidade é algo verdadeira devastador e que ou nos destrói ou nos faz recomeçar. Joe Biden decidiu recomeçar e assumiu o seu cargo no Senado, mas estabelecendo prioridades e a maior de todas era a família. A cerimónia de posse não decorreu em Washington, sendo que o juramento foi feito no quarto do hospital dos seus filhos que ainda recuperavam dos ferimentos.

Para que pudesse continuar a passar o maior tempo possível juntos deles, Biden tomou a decisão de continuar a viver em Wilmington, deslocando-se para Washington de comboio diariamente, um hábito que manteve durante os 36 anos em que foi Senador. Uma vida preenchida por algo como 8.200 viagens de ida e volta, cerca de 1,5 milhões de quilómetros percorridos numa média de 217 dias por ano.

Mais tarde, em 1977, Joe Biden casou-se com a segunda mulher, Jill Tracy Biden. Juntos tiveram uma filha, Ashley, que nasceu em 1981.

A corrida à Casa Branca

Em 1987 Joe Biden decidiu entrar na corrida à Casa Branca, mas a campanha eleitoral viria a durar pouco tempo, culpa das dores de cabeça de que se queixava. Descobriu que tinha dois aneurismas cerebrais, potencialmente fatais. Foi operado, mas piorou. Foi novamente operado e após sete meses de recuperação regressou ao Senado.

Em 2007, Joe Biden decidiu voltar a concorrer à Casa Branca. Apesar dos muitos anos de experiência e da popularidade que foi conquistando, a campanha foi dominada por Hillary Clinton e Barack Obama. Contudo, não passou despercebido aos olhos de Barack Obama que o convidou para ocupar o lugar de Vice-Presidente dos Estados Unidos, durante os seus dois mandatos.

Construiu-se uma relação de grande apoio e suporte a ponto de Barack Obama o considerar como «um irmão» e «o melhor vice-presidente que a América alguma vez teve».

Em maio de 2015, Joe Biden sofreu mais uma perda, a morte do seu filho Beau, aos 46 anos, depois de uma prolongada batalha contra um cancro.

A vida pública e os escândalos

Ao longo do seu percurso público Joe Biden enfrentou, em alguns momentos, alguns dissabores. Desde acusações de plágio a escândalos sexuais, Joe Biden viu o seu nome muitas vezes em capas de jornais por maus motivos. Fundadas ou infundadas, não sabemos, a verdade é que ocorreram alguns episódios.

E ainda há muito por contar  

Em 2019, com 77 anos, Joe Biden anunciou que seria candidato à Presidência dos Estados Unidos contra Donald Trump que partia para uma reeleição.

Num momento em que a pandemia causa uma das maiores crises sanitárias e económicas da história, Joe Biden foi eleito Presidente dos Estados Unidos da América, a 20 de janeiro de 2021, com 78 anos.

Sendo ou não apoiantes de Joe Biden, há algo que todos lhe devemos reconhecer: a resiliência. Desde o menino com problemas de gaguez até ao homem que assume o destino do país mais poderoso do mundo, este parece ser o carácter de que precisamos para superar os desafios que temos pela frente.

Fonte: Joe Biden, uma vida moldada pela dor (SIC) 
Para saber mais: Quem é Joe Biden, novo presidente eleito dos EUA (BBC News)