Um aperto no peito chamado ansiedade | Saúde e Bem Estar

Introduza o seu e-mail

Um aperto no peito chamado ansiedade

18/09/2021 | Fernanda Cerqueira

Como lidar com a ansiedade? FOTO UNSPLASH Como lidar com a ansiedade? FOTO UNSPLASH

Há muitas situações na vida que podem desencadear um episódio de ansiedade. As diferentes pressões a que somos submetidos diariamente a nível profissional, social, financeiro e familiar fazem-nos sentir medo de falhar, o que, só por si, gera estados de ansiedade.

Estes acontecimentos, que a maioria das pessoas atravessa num ou noutro momento da vida, provocam preocupação, medo e stress. São sentimentos que funcionam como um ‘gatilho’ para a ansiedade.

É importante referir que a ansiedade é um estado mental e emocional normal e útil ao ser humano, mas que, quando sentida de forma continuada ou sem razão que a explique, pode tornar-se uma doença psicológica incapacitante e limitadora. E que se manifesta de forma física. Sentimos o coração a bater muito rápido, uma pressão no peito, falta de ar, suor, insónias, dores musculares…

É por isso essencial aprendermos a responder da melhor forma a estes sintomas e a controlar estas situações.

Respirar

Controlar a respiração vai controlar a frequência cardíaca, reduzindo a resposta fisiológica à ansiedade.

Exercício físico

O exercício físico, enquanto prática regular, contribui positivamente para diminuir a probabilidade de desenvolver uma crise de ansiedade.

Comunicar

Tentar exprimir a outra pessoa aquilo que está a sentir, quais as razões que estão a fazer com que se sinta dessa forma pode ajudar muito a mitigar os problemas da ansiedade. Não só vai permitir que racionalize o problema como a sensação de partilha podem aliviar o mau estar provocado pela ansiedade.

Importa referir que há vários tipos de ansiedade: ataques de pânico, perturbação obsessiva compulsiva, timidez e fobia social, fobias, insónias, stress profissional (burnout). Cada um com as suas características, em todo o caso em qualquer um deles a solução mais adequada é trabalhar nas causas da ansiedade. E para isso, em alguns casos, é importante pedir ajuda especializada.

Fonte:

Estratégias práticas para controlar a ansiedade, em Hospital Lusíadas

Ansiedade, em Hospital CUF