Saúde e Bem Estar | A beleza não tem idade

Introduza o seu e-mail

A beleza não tem idade

09/10/2020 | Fernanda Cerqueira

Image: Instagram / valentinayasen Image: Instagram / valentinayasen

Em 2018 a Adolfo Dominguez lançou a campanha «Ser mais velho» com a modelo russa Valentina Yasen, na altura com 63 anos.

Na campanha da primavera de 2019, Tasha Tilberg, de 39 anos, e Georgina Greenville, de 43 anos, foram as protagonistas das campanhas da Mango e da Uterqüe, respetivamente.

A indústria da moda reconhece cada vez mais o valor da mulher real. O cabelo grisalho, as rugas, as olheiras e braços flácidos são marcas da vida e não só da idade.

 

 

Aos 85 anos, a atriz Judi Dench foi a capa da edição de junho de 2020 da Vogue Britânica. 

 

Não são só as campanhas, também as Semanas da Moda de Nova Iorque, Londres, Milão ou Paris compravam a afirmação desta nova tendência na indústria da moda. As mulheres mais velhas ganham protagonismo e as marcas do tempo não são 'escondidas'. São assumidas com orgulho e vaidade, afinal são prova de vidas longas, com bons e maus momentos, mas plenas, reais com as quais nos identificamos e nas quais nos revemos.

Devemos ser as primeiras a contribuir para afirmar esta visão disruptiva que não vende a ideia de que vamos todas ter 25 anos para sempre. Porque não vamos! E, honestamente, não queremos. Afinal ter 35 anos pode ser igualmente fabuloso. Além de que nenhuma mulher é tão confiante e segura de si como aquela que tem 40.  E depois dos 60 reinam a classe e o bom gosto.

Cuide de si, em qualquer idade, e aproveite o melhor que a vida lhe traz.

Veja também As Marcas e a longevidade: Onde está o poder de compra e a influência?

 

Fonte: Mango e Uterqüe Apostam em Campanhas que Não Escondem as RugasAdolfo Dominguez Volta a Apostar na Diversidade e na Representatividade, da Elle Portugal.