Cultura e Lazer | A não perder! Dia 20 de maio a primeira conferência do Ciclo Longevidade

Introduza o seu e-mail

A não perder! Dia 20 de maio a primeira conferência do Ciclo Longevidade

13/05/2020 |

Uma iniciativa da Culturgest em parceria com a Fidelidade. Uma iniciativa da Culturgest em parceria com a Fidelidade.

Os progressos da tecnologia e da medicina, nomeadamente, nas áreas da medicina regenerativa e genética abrem novas possibilidades quase todos os dias. A individualização dos cuidados de saúde e a precisão dos diagnósticos respondem cada vez mais eficazmente às necessidades de cada pessoa. Estamos por isso a viver mais anos!

Mas serão anos com qualidade de vida?

E que implicações económicas e sociais podem surgir do aumento da longevidade do ser humano?

E quais os limites biológicos e éticos desta procura pela perpetuação da vida?

São apenas algumas das questões que o painel de oradores convidados, para o "Ciclo Longevidade: precisão, implicações sociais, regeneração", irá abordar. Um conjunto de especialistas, nacionais e estrangeiros, que procuram respostas para superarmos os desafios que iremos enfrentar como seres humanos e como sociedade.

Divido em três grandes conferências o "Ciclo Longevidade" começa já na próxima quarta-feira, dia 20 de maio, com a conferência "Longevidade: Precisão"; a 3 de junho regressa para uma segunda conferência "Longevidade: Implicações Sociais"; e a 23 de junho fecha com a conferência "Longevidade: Regeneração".

As conferências do ciclo vão ser realizadas em live streaming, pelo que poderá assistir no Facebook ou no YouTube da Culturgest.

 

"Ciclo Longevidade: precisão, implicações sociais, regeneração" - Uma iniciativa da Culturgest em parceria com a Fidelidade

 

Dia 20 de maio – "Longevidade: Precisão e Prevenção Precisa"

A primeira, das três conferências que compõem o "Ciclo Longevidade", vai debater a forma como as tecnologias estão a mudar profundamente os serviços de saúde e bem-estar. Abordando ainda o impacto do conhecimento genético e da medicina de precisão.

A partir das 14:00 horas decorrerá uma mesa de debate que contará com as participações de Hedi Peterson, do Projeto Genoma (Estónia), Maria do Carmo Fonseca, professora catedrática na Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa e presidente do Instituto de Medicina Molecular João Lobo Antunes, e Ana Teresa Freitas, professora catedrática no Instituto Superior Técnico e cofundadora e CEO da HeartGenetics, Genetics and Biotechnology.

Às 16:30 horas, na conferência "Prevenção Precisa" com Jonas Almeida, investigador permanente no Instituto Nacional do Cancro nos Estados Unidos da América onde acumula o cargo de chief data scientist da Divisão de Epidemiologia e Genética do Cancro, serão debatidos os contributos da tecnologia e dos sistemas de informação na prevenção da doença e aumento da longevidade.

Consulte a agenda detalhada desta conferência AQUI.

 

Dia 3 de junho – "Longevidade: Implicações Sociais"

Na segunda conferência do "Ciclo Longevidade" serão abordadas as implicações sociais do envelhecimento e as questões do envelhecimento saudável.

O impacto de uma maior longevidade na empregabilidade, as oportunidades e os desafios à inclusão, as questões relacionadas com a sustentabilidade dos sistemas de saúde e de segurança social, são apenas alguns dos temas que marcarão esta conferência.

A partir das 14:00 horas será possível ouvir as opiniões de Ana João Sepúlveda, consultora nas áreas da Economia da Longevidade e do Envelhecimento Sustentado e Presidente da Associação Age Friendly Portugal, de Maria João Valente Rosa, professora na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa e de Judite Gonçalves, professora na Faculdade de Economia da Universidade Nova de Lisboa de Economia da Saúde e Estatística.

Às 16:30, Asghar Zaidi, investigador sénior no Instituto de Envelhecimento Populacional de Oxford e professor de Gerontologia na Universidade Nacional de Seoul (Coreia) e na Escola de Economia e Ciência Política de Londres, apresenta a conferência “Envelhecimento Saudável: comportamentos sociais e ambientais” onde traça um cenário científico do envelhecimento no mundo, partilhando as suas pesquisas e resumindo como as populações encaram o envelhecimento.  

Consulte a agenda detalhada desta conferência AQUI.

 

Dia 23 de junho – "Longevidade: Regeneração"

A fechar o "Ciclo da Longevidade", no dia 23 de junho, será apresentado o estado de arte da medicina regenerativa e perscrutado o seu futuro impacto na longevidade.

Pelas 14:00 horas, no debate "Regeneração" estarão presentes Alexandra P. Marques, uma das fundadoras do grupo de investigação 3B’s da Universidade do Minho, António Jacinto, investigador do Centro de Estudos de Doenças Crónicas (CEDOC) e subdiretor para a Investigação da NOVA Medical School da Universidade NOVA de Lisboa, Lino Ferreira, investigador coordenador na Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra, e Mário Barbosa, professor catedrático no Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar.

Às 16:30 horas, na conferência "O papel da medicina regenerativa na longevidade", Joaquim Sampaio Cabral, professor catedrático, diretor e fundador do Instituto de Bioengenharia e Biociências do Instituto Superior Técnico, explicará a medicina regenerativa, o papel das células estaminais e dos genes antienvelhecimento na longevidade, bem como o seu impacto no tratamento de doenças.

Consulte a agenda detalhada desta conferência AQUI.

 

As conferências do "Ciclo Longevidade" são uma iniciativa da Culturgest, em parceria com a Fidelidade – Companhia de Seguros, e com a parceria científica do Instituto Superior Técnico da Universidade de Lisboa (IST) e da Nova SBE Health Economics and Management KC. São consultores científicos deste ciclo de conferências Arlindo Oliveira (IST), Joaquim Sampaio Cabral (IST) e Pedro Pita Barros (professor catedrático, Universidade Nova de Lisboa).