Inovação | Há uma nova geração de seniores. Uma geração que está ON

Introduza o seu e-mail

Há uma nova geração de seniores. Uma geração que está ON

05/10/2020 | Fernanda Cerqueira

Tire o melhor proveito das oportunidades que a tecnologia e a internet lhe oferecem. FOTO UNSPLASH Tire o melhor proveito das oportunidades que a tecnologia e a internet lhe oferecem. FOTO UNSPLASH

Desde os anos 90 que a sociedade em rede se tem intensificado e as tecnologias da informação e da comunicação (TIC) expandiram-se a pessoas de todas as idades e de todo o mundo, as quais percebem que através das TIC são ilimitadas as possibilidades de construírem as suas próprias redes sociais e profissionais. De tal modo que a facilidade em aceder ao digital é fator de inclusão ou de exclusão.

Nunca a população sénior foi tão qualificada, produtiva e ativa. E, em grande parte, atinge uma idade avançada com qualidade de vida. Esta geração marca uma mudança profunda na evolução das próximas gerações seniores. Cada vez mais digitais, conectadas e ativas!

«Quem está hoje a envelhecer vai certamente viver mais anos do que os seus antepassados. E não está preparado para parar!», comenta Carina Dantas, Diretora do Departamento de Inovação, da Cáritas Diocesana de Coimbra.

 

«O digital é definitivamente uma oportunidade!»

 

«O digital é definitivamente uma oportunidade», considera Carina Dantas, que falava durante a conferência – Os desafios do envelhecimento – promovida pela Unicare, no dia 23 de setembro. «Temos de promover a literacia e o acesso aos serviços. E isto não implica apenas dinheiro, implica saber aceder aos serviços certos e mitigar as desigualdades».

Atualmente, muitos serviços essenciais só são acessíveis através da Internet, por exemplo, entregar a declaração de IRS.

Acresce que a pandemia de Covid-19 acelerou drasticamente a desmaterialização dos processos e ‘empurrou’ desenfreadamente para o online imensos serviços. As compras do supermercado são, preferencialmente, feitas pela Internet, as consultas são teleconsultas e o distanciamento social tornou as visitas dos filhos e dos netos em chamadas e videochamadas.

«O digital é também uma oportunidade de lutar contra o isolamento e a solidão», referiu Carina Dantas. Com efeito, e de acordo com um comunicado da Guarda Nacional Republicana (GNR), o ‘Censos Sénior 2017’, há mais de 45 mil idosos sinalizados por viverem sozinhos ou isolados. E dados de 2016 revelam que cerca de 40% da população portuguesa com mais de 65 anos encontra-se sozinha durante 8 horas ou mais por dia. Ou seja, quase um milhão de idosos está em situação de solidão ou isolamento.

São números preocupantes se considerarmos que a solidão e o isolamento social dos mais idosos leva a sofrimento, a desinteresse pela vida e a estados depressivos que acabam agravando a condição de saúde.

A aquisição de competência para lidar com o digital é um importante elemento de apoio ao envelhecimento ativo e à inclusão. Derrube barreiras. Ligue-se a quem mais gosta. Tire o melhor proveito das oportunidades que a tecnologia e a internet lhe oferecem. Não se exclua desta nova geração! Esteja ON.  

 

Sobre a conferência - 'Os desafios do envelhecimento'

 

Além da Dra. Carina Dantas, na conferência online - 'Os desafios do envelhecimento' -, participaram também o Dr. Duarte Falcão, médico especialista em psiquiatria e moderador da conferência, e o Dr. António Sérgio Martins, Provedor da Santa Casa da Misericórdia de Pampilhosa da Serra.

Pode ver ou rever esta conferência AQUI.

Não deixe de ler o nosso artigo Envelhecimento pode ser oportunidade, sobre a intervenção do Dr. Duarte Falcão.