Sociedade | Longevidade e envelhecimento ativo: Ações de apoio em Coimbra

Introduza o seu e-mail

Longevidade e envelhecimento ativo: Ações de apoio em Coimbra

15/05/2020 | Sofia Alçada

Acções de ligação para maior longevidade - Foto: Unsplash Acções de ligação para maior longevidade - Foto: Unsplash

Com o levantamento progressivo do confinamento e o fim do Estado de Emergência, são várias as atividades e iniciativas que estão a ser promovidas pela iCreate e pelo Clube dos Velhos Amigos, ao abrigo do protocolo designado “Ser jovem não tem idade”, celebrado pelo Município de Coimbra e pelas juntas de freguesia da cidade, onde se cita por exemplo:

- Oficinas de atividades

- Linha telefónica da amizade,

- Visita a casa dos mais velhos (projeto “Velhos Amigos em Missão”), sempre com as condições de proteção e distância social.

 

Longevidade e proximidade: Canais abertos de contacto

Estas são algumas das iniciativas propostas procurando sempre como objetivo o bem-estar da população de mais idade através de diferentes meios de contacto à distância, que incluem:

- uma app - app.icreatepoiares.pt

- redes sociais (Facebook, Instagram, Linkedin, Twitter e Trumbl)

- telefone - apoio para quem não tem acesso online, com a criação da linha da amizade

- Correio com o envio do Boletim do Clube dos Velhos Amigos.

 

Atividades à distância para envelhecimento ativo e maior acompanhamento

Neste âmbito de atividade à distância e dentro das oficinas de atividades foram desenvolvidas ações de:

- meditação,

- escrita,

- costura,

- literacia das tecnologia de informação,

- exercícios corpo e mente,

- tricot,

- alimentação saudável,

- mindfulness,

- musicoterapia,

- frases positivas

- atividades para a família.

O grande objetivo deste projeto é diminuir os efeitos do isolamento social na saúde mental da população, nomeadamente na população de maior idade, através da realização de uma rotina que inclua atividades em casa, mas também um contacto mais próximo e regular, podendo ter um ‘ouvido amigo e de conforto’, e portanto um maior acompanhamento e proximidade, evitando o sentimento de solidão e isolamento.

A importância de criar rotinas com as atividades ou de estar presente, com capacidade de escuta com vários canais aberto, para ouvir as preocupações e receios de quem está só, são fundamentais em qualquer idade. Ter uma voz amiga que assegure que se é ouvido, e que estão atentos, mesmo sem a presença física, fará seguramente toda a diferença na nossa capacidade de enfrentar estes desafios e esta incerteza. Pois como seres humanos que somos, precisamos sem dúvida desta ligação para manter a nossa saúde mental e a nossa longevidade.   

Veja o nosso artigo acerca da saúde mental e longevidade

Não podemos deixar de aplaudir e partilhar as boas práticas em prol do envelhecimento ativo e da longevidade e a preocupação dos munícipes em ajudar quem está mais vulnerável nesta fase.

Fonte: Adaptado de Notícias de Coimbra