Cultura e Lazer | Para uma boa longevidade: Vamos dançar?

Introduza o seu e-mail

Para uma boa longevidade: Vamos dançar?

26/05/2020 | Sofia Alçada

Para uma maior longevidade, vamos dançar? Foto: Unsplash Para uma maior longevidade, vamos dançar? Foto: Unsplash

Qual é a modalidade, qual é ela, que é adequada a qualquer idade, traz inúmeros benefícios para a saúde física e mental, distrai e diverte?

Se respondeu “dança”, acertou! Efetivamente, todos os estilos de dança são atividades físicas saudáveis, independentemente da idade e destreza do praticante. E mesmo em casa, podemos praticar. Com ou seu parceiro ou parceira pois existem vários tipos de dança que podemos fazer.

Benefícios da dança a nivel físico:

A nível físico, os benefícios da dança passam por:

- fortalecer o sistema muscular,

- melhorar a postura e flexibilidade,

- diminuir as dores de costas, 

- ajudar a manter um peso saudável.

Dançar também pode baixar o ritmo cardíaco, a pressão arterial e o nível de colesterol.

 

Benefícios da dança ao nível psicológico:

A nível psicológico, os benefícios da dança passam por:

- manter o cérebro ativo,

- melhorar a memória,

- melhorar a capacidade de realizar várias tarefas em simultâneo,

- aumentar a autoestima,

- reduzir o stress

- combater a depressão.

Afinal, é mesmo o que estamos a precisar nesta fase certo? Então, vamos dançar?

Quando tiver oportunidade dance, pelas suas relações e longevidade.

Tipos de dança

Agora que já conhece os principais benefícios da dança, de que é que está à espera para começar a praticá-la? Ops! Está à espera das nossas sugestões a nível de estilos e tipos de dança, não é verdade? Vamos a elas!

Salsa

Só o nome já dá vontade de abanar o corpo, cerro? A Salsa tem um ritmo bastante alegre, sensual e despreocupado. Se quiser explorar o seu lado mais sexy e criativo, é neste tipo de aula que se deve praticar. Existem para já cursos que pode fazer online. Basta ir ao Youtube e escrever "aprender a dançar salsa" e as opções são inúmeras.

Zumba

Atualmente, este é um dos tipos de dança mais popular nos ginásios. E isso porque mais do que dançar, acede a um programa de fitness que conjuga animados movimentos aeróbicos com os ritmos latinos da Salsa e Raggaeton, por exemplo. O sucesso destas aulas reside no facto de serem extremamente divertidas, ajudarem a emagrecer e não exigirem parceiro.

Hip Hop

Aqui está um estilo que usa os últimos êxitos musicais para pôr os praticantes a mexer de forma divertida, enérgica e irreverente. As suas coreografias são ideais para pessoas que gostam de experimentar coisas novas e que, ao mesmo tempo, queiram manter um peso saudável, um corpo esculpido e tonificado.

Dança do Ventre

Este estilo originário da cultura árabe, é um dos tipos de dança que não exige tanta energia como os outros, mas ganha em ousadia, beleza e sensualidade. Para mais, tonifica e fortalece os músculos. Atreve-se a experimentar?

Danças de salão

Intemporais, variadas, animadas, graciosas e cheias de carácter. Assim são as danças de salão que misturam estilos clássicos (valsa, tango, slow fox e quickstep) com estilos latinos (samba, cha cha cha, rumba, paso doble e jive). Trata-se de uma modalidade que requer esforço e concentração para conseguir executar os movimentos com um nível de perfeição aceitável, considerada excelente para emagrecer e… por que não? 

 

Qualquer que seja o estilo, a dança tem realmente benefícios excelentes a nível físico e psicológico e com a vantagem de que pode fazer em casa e nem sempre é necessário ter parceiro ou parceira.  

Escolha então qual das opçoes melhor se adapta a si e a esta fase de vida, e ... vamos dançar?