Saúde e Bem Estar | Saúde no mundo digital. Vieram as teleconsultas para ficar?

Introduza o seu e-mail

Saúde no mundo digital. Vieram as teleconsultas para ficar?

12/10/2020 | Fernanda Cerqueira

Telemedicina. Aceder à teleconsulta. FOTO UNSPLASH Telemedicina. Aceder à teleconsulta. FOTO UNSPLASH

A pandemia impôs o digital, a distância e novos desafios aos profissionais de saúde e utentes. Por um lado, na maioria das instituições de saúde a teleconsulta não era uma atividade usual, não existindo nem experiência nem equipamentos que prestassem o devido suporte aos profissionais de saúde. Por outro, os utentes sentem falta do contacto presencial com os seus médicos e alguns reconhecem ter dificuldade em aceder à teleconsulta.  

A teleconsulta consiste numa consulta realizada à distância entre o profissional de saúde e o utente, com recurso às tecnologias de informação e comunicação. A possibilidade de realizar uma teleconsulta é avaliada, caso a caso, pelo médico que afere se é possível e viável a sua realização à distância.

É importante dizer que a teleconsulta e a telemedicina não são ferramentas novas no Sistema Nacional de Saúde. Contudo, e «apesar dos progressos registados, não estávamos preparados» para «o salto significativo» no volume de consultas não presenciais a que a pandemia obrigou. As considerações são do Professor Dr. Luís Lapão, especialista em transformação digital da saúde, que falava durante a conferência online 'A saúde no mundo digital', promovida pela UNICARE, no dia 30 de setembro.

Telemedicina: «uma revolução importante para a saúde»

Importa tentar identificar e avaliar os benefícios que a telemedicina e as teleconsultas trouxeram para o utente, para o médico e para o Sistema Nacional de Saúde. Evitar deslocações desnecessárias, reduzir custos ou obter uma resposta mais célere, a telemedicina poderá tornar-se um complemento importante ou uma alternativa regular à consulta presencial. Poderá ser «uma revolução importante para a saúde», afirmou o Dr. Eduardo Castela, da Associação Portuguesa de Telemedicina e moderador da conferência.

«Em Portugal desde 1998 que se faz telemedicina com impacto quer na melhoria de acesso quer reduzindo custos», referiu o Professor Dr. Luís Lapão, salientando que, neste momento, «precisamos de organizações de saúde preparadas para lidar com as pessoas e com a inovação tecnológica», uma «transformação dos serviços de saúde».

Como posso aceder à teleconsulta?

Para saber como pode aceder ao serviço de teleconsulta, consulte AQUI a informação disponibilizada pela Direção-Geral de Saúde.

Lembre-se que a possibilidade de realizar uma teleconsulta será sempre avaliada pelo seu médico. Esta solução só lhe será recomendada se o seu médico considerar viável a sua realização. 

Sobre a conferência - 'A saúde no mundo digital’

Além do Dr. Eduardo Castela e do Professor Dr. Luís Lapão, na conferência online 'A saúde no mundo digital' participou também o Dr. José Tereso Temótio, médico psiquiatra e Fundador da Unicare. Pode ver ou rever esta conferência AQUI.