Sociedade | Vencer a Covid-19. María Branyas é o rosto de muitas histórias de esperança

Introduza o seu e-mail

Vencer a Covid-19. María Branyas é o rosto de muitas histórias de esperança

24/05/2020 | Fernanda Cerqueira

María Branyas celebrou o seu 113.º aniversário no dia 4 de março. María Branyas celebrou o seu 113.º aniversário no dia 4 de março.

Chega-nos de Espanha, um dos países mais afetados pela Covid-19, a história de María Branyas. Nascida em março de 1907, em São Francisco, nos Estados Unidos da América, María Branyas vive desde há muitos anos em Espanha, primeiro em Barcelona, depois em Banyoles e nos últimos anos em Girona. Casou em 1931 com Joan Moret, um médico de Llagostera, em Girona, teve três filhos, e hoje conta onze netos, um dos quais já com sessenta anos, e treze bisnetos.

Em abril deste ano foi diagnosticada com Covid-19, permanecendo isolada por várias semanas no seu quarto, na residência de Santa Maria del Tura, em Olot, Girona. María Branyas foi um dos casos praticamente assintomáticos da Covid-19 e no último teste deu negativo para a presença do vírus, revelando que a doença foi superada.

Aquela que era já considerada a mulher mais velha a recuperar da Covid-19 em Espanha é também, de acordo com o Grupo de Pesquisa em Gerontologia de Olot, a paciente com mais idade no mundo a superar a doença.

 

Por cá também temos os nossos heróis 

 

O senhor Armindo Monteiro, com 100 anos, esteve internado durante 24 dias no hospital Curry Cabral, em Lisboa, infetado com a Covid-19. No final de abril, recuperado, recebeu alta médica e foi aplaudido por médicos, enfermeiros e auxiliares à saída da unidade de saúde.

Também a Dona Lurdes, como é carinhosamente referida na publicação do Serviço Nacional de Saúde (SNS), no Twitter, com 96 anos, venceu a doença e teve alta no dia 13 de maio. Estava internada no Hospital Pedro Hispano, no Porto, desde 17 de abril.

 

Três histórias que nos enchem o coração e que reavivam a esperança.