Cultura e Lazer | Dicas para uma maior longevidade

Introduza o seu e-mail

Dicas para uma maior longevidade

06/08/2020 | Sofia Alçada

Para quem quer preparar a sua longevidade Foto: Aron Visuals, Unsplash Para quem quer preparar a sua longevidade Foto: Aron Visuals, Unsplash

Vivermos felizes e centrados no que realmente interessa para nós, é sem duvida um dos melhores segredos para uma boa longevidade. Falamos muitas vezes dessa questão no nosso blogue, dada a relevancia que o tema assume. 

Pois é isso que continuamos a propor, com a revisão deste artigo, onde fomos buscar uma serie de dicas para viver melhor e tirar partido de uma fase de vida onde é importante que pense em ter uma longevidade de forma ativa e positiva.

E sobretudo, aproveitando a vida, em pleno.

Aqui vão algumas dicas para que possa aproveitar.

Algumas farão mais sentido que outras. Use as que para si fazem sentido, e aproveite bem, acrescentando vida aos anos e não apenas anos a vida!

Questões financeiras:

1. Use o dinheiro (pouco ou muito) que conseguiu economizar​. Use-o para si.

Não o guarde ou dê a quem ​não​ tem a menor noção do​ sacrifício​ que fez para ter o que tem.

Atenção: se nunca foi de investir em produtos de risco, não comece agora.

Pois esta é a fase de manter uma certa paz e tranquilidade.
 

2. Pare de se preocupar com a situação financeira dos filhos ou dos netos.

Não se sinta culpado por gastar o dinheiro consigo.

Provavelmente já ofereceu o que foi possível na infância e juventude dando-lhes uma boa educação.

Agora, a responsabilidade também é deles.
 

 

Cuide da sua saude, sempre:

3. Tenha uma vida saudável, sem grande esforço físico.

Faça ginástica moderada (por exemplo, andar regularmente, praticar ioga ou meditação podem também ser boas alternativas) e coma bem e se possivel, de forma saudavel. Reforce a fruta, os legumes, o peixe...

 

4. Não se angustie com pouco, nem sofra por antecipação.

Na vida tudo passa, sejam bons momentos para serem lembrados, sejam os maus, que devem rapidamente ser esquecidos.

 

Cuide de si e do que lhe faz bem

5. Gaste o seu dinheiro com o que lhe dá prazer (viagens, livros, gadgets).

Lembre-se que é importante mimá-lo, a si e ao marido/mulher.

 

6. Independente da idade, mantenha vivo o amor.

Ame o seu parceiro, ame a vida, ame o próximo …  

“Um homem nunca é velho enquanto tiver a inteligência e o afeto”.

 

7. Seja vaidoso. Cuide-se.

Não deixe de ir ao:

- cabeleireiro/barbeiro,

- dermatologista,

- dentista,

- use perfumes

- use cremes com moderação.

 

8. Mantenha-se sempre atualizado:

- Leia livros e jornais,

- ouça rádio,

- assista bons programas na TV,

- siga blogues,

- envie e responda “e-mails”,

- use as redes sociais,

- sem criar qualquer tipo de vício.

 

Respeite os outros e interaja com várias gerações

9. Respeite a opinião dos mais novos.

Muitos deles estão melhor preparados para a vida, como nós, quando estávamos naquela idade.

 

10. Evite usar o termo “no meu tempo¨.

O seu tempo é agora, não confunda.

Pode lembrar-se do passado, mas com saudade moderada e feliz por ter vivido.

 

11. Apesar de ser importante o contacto com várias gerações, não caia na tentação de viver com filhos ou netos.

Apesar de ocasionalmente poder passar alguns dias como hóspede, respeite a privacidade deles, e principalmente, a sua.

Se perdeu o seu marido/mulher mas ainda está perfeitamente independente, arranje alguém para ajudar com as tarefas do dia-a-dia.

 

Mantenha os seus amigos por perto

12. Pode ser muito divertido conviver com pessoas de sua idade.

Reúna-se com pessoas positivas e alegres e não com “pessoas amargas e negativas”.

 

13. Mantenha um hobby. Pode:

- viajar,

- caminhar,

- cozinhar,

- ler,

- dançar,

- ter um animal de estimação,

- cuidar de plantas,

- jogar golfe,

- pintar,

- ter um blogue,

- fazer trabalho voluntário ou

- fazer coleção de alguma coisa.

Faça o que gosta e o que seus recursos permitem.

 

14. Aceite convites.

Visite museus, vá para o campo, vá tomar um café, fazer uma caminhada …

o importante é sair de casa e conviver, obviamente sempre em segurança.

 

Saber ouvir e  

15. Ouça mais. A sua vida e seu passado só importam para si.

Se alguém lhe perguntar sobre esses assuntos, tente falar sobre coisas boas e agradáveis.

Evite lamentar-se ou a criticar.

Aceite as situações como elas são e perceba a evolução e as novas realidades, integrando-as.


Se alguém lhe diz que agora não faz nada de importante, não se preocupe.

A coisa mais importante já está feita: a sua vida e o que construiu.

Boa ou má, é a sua história e a suas memórias.

Guarde-as para si ou para, com quem achar, que deve partilhar.

A escolha é sua! 

 

Fonte: Este texto foi inspirado num artigo de um blogue brasileiro dedicado a maiores de 50 anos  http://www.50emais.com.br