Esta coisa das resoluções de ano novo | Cultura e Lazer

Introduza o seu e-mail

Esta coisa das resoluções de ano novo

16/01/2021 | Fernanda Cerqueira

Agarre a esperança de um novo ano e abrace as oportunidades. Dê o seu melhor. FOTO UNSPLASH Agarre a esperança de um novo ano e abrace as oportunidades. Dê o seu melhor. FOTO UNSPLASH

2020 foi um ano especialmente difícil para muitos de nós. Entre uma pandemia que assolou o mundo e o seu enorme impacto na economia, o último ano ficou marcado pelo medo da doença, pelo desemprego e pela saudade que sentimos de amigos e família.

Não surpreende por isso que, crentes na ideia do ‘ano novo, vida nova’, tivéssemos esperado pela meia noite do dia 31 de dezembro com um friozinho na barriga. Aquela esperança e ânimo de quem acredita nos recomeços.

Não sabemos se é um estado de espírito ou se é somente um impulso de que precisamos para avançar, mas somos muitos os que estabelecemos o mês de janeiro de cada ano como uma nova oportunidade. Oportunidade de fazer mais, melhor ou diferente.  A verdade é que há sempre novas oportunidades para quem as procura. E se aquilo de que precisamos para as agarrar é de um ano novo, pois bem ele aí está!

Há quem comece a traçar as suas resoluções ou objetivos de ano novo bem antes do dia 31 de dezembro, outros há que reservam este momento de introspecção para os primeiros dias do ano.

Curiosos fomos consultar o statista que revela as principais resoluções de ano novo dos norte-americanos. Talvez algumas sejam, também, as nossas.

Cuidar melhor da nossa saúde, fazendo mais exercício (44%), comendo de forma mais saudável (42%) e perdendo peso (31%), é a principal resolução para a maioria das pessoas que responderam ao inquérito.

A liderar as resoluções de ano novo está também o desejo de passar mais tempo com a família e com os amigos (34%).

A maioria das pessoas assinalou também a vontade de viver de uma forma mais económica (30%), reduzindo os gastos supérfluos e com menos desperdício.

Há também uma grande vontade de passar menos tempo nas redes sociais (24%).

E no trabalho as pessoas querem melhorar os seus desempenhos profissionais (23%) e reduzir o stress (20%).

Independente de já termos vivido 20, 40 ou 80 passagens de ano haverá sempre algo novo em cada ano para cada um de nós, desde que continuemos a ter a maravilhosa capacidade de nos deixarmos admirar pelo mundo. Afinal, há sempre algo novo para descobrir, pessoas maravilhosas para conhecer e oportunidades para agarrar.